Israel suspendeu a obrigatoriedade de máscaras ao ar livre

🕑 1 minutos para ler |

Após vacinar mais da metade da população o uso de máscara ao ar livre deixou de ser obrigatório em Israel

Desde ontem (18/04) o país do Oriente Médio que foi um dos primeiros a impor a utilização de máscaras em locais públicos, no começo de 2020, agora pode voltar ao churrasco habitual e as celebrações do feriado na praia.

Na quinta-feira (15), quando o país comemorou seu dia de independência mais livre de restrições ao coronavírus desde o início da pandemia há um ano, jatos e helicópteros militares voaram em formação sobre Israel.

O ministro da Saúde de Israel, Yuli Edelstein, disse que instruiu o diretor-geral do ministério a rescindir o uso obrigatório de máscaras faciais em público. Ele disse que o rápido lançamento da vacina contra a Covid-19 em Israel tornou possível “implementar outras medidas de flexibilização”. Mas, acrescentou, “é preciso enfatizar que o uso de máscaras em espaços fechados ainda será obrigatório”.

Ainda segundo o ministro, o índice de infecção está muito baixo em Israel devido ao sucesso da campanha de vacinação. Atualmente, 53% da população de 9,3 milhões de habitantes já foi vacinada com ambas as doses da Pfizer/BioNTech desde o fim de dezembro.


↓  continua depois da publicidade ↓ 



As taxas de infecção, doenças graves e hospitalizações estão caindo drasticamente, embora o país ainda esteja aquém da desejada “imunidade de rebanho”.

Fontes: 
www.cnnbrasil.com.br
www.em.com.br
costanorte.com.br

Pessoas em um parque de Jerusalém, em Israel, em 15 de abril de 2021 — Foto Ammar AwadReuters


publicidade  



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ESTE SITE É PATROCINADO POR